Translate

jueves, 2 de octubre de 2014

Paredes verticais

Mantenho-me fixo olhando a lampada, com meu rosto lívido;
Sei que a monotonia é outra coisa,
É certo que  outro dia existe, olho vagamente as paredes verticais
tentando retirar o obvio de mim mesmo, demasiados sonhos
nessa necessidade de movimento.
Me conheço, porque volto a repetir-me, sei que sou profunda
agitação e não me convencem apenas evidencias;
Posso resistir, mais espero respostas de perguntas que ainda
não formulei.
E doce sonhar, e destruir as ultimas muralhas da saudade
Continuo obstinado, esplendido e verdugo
Aceito essa confortável  melancolia que atravessa esse silencio
movimento interminável onde nada acontece.
É certo que outro dia existe,generoso, esplendido, e estarei lá
propondo esse permanente engano, para poder continuar
enfrentando meus medos.


Publicar un comentario