Translate

martes, 4 de marzo de 2014

Um demônio falou comigo

Apareceu um demônio e falou comigo;
E me dize quantos se enfermaram
e quantos ainda ão de se enfermar.
Irremediavelmente a nostalgia é minuciosa
e avança como um verme.
Em qualquer rincão há uma beleza decompondo-se
Em qualquer premonição nunca voltarás.
Apareceu um demônio e falou comigo;
De agoras anteriores e de livros;
De reencontros, com penas e mentiras
e a clemência mata lambendo a ferida.
Irremediavelmente me lembro de ti
e da tua condena ímpia, com essas palavras
que devoraram minha alma e minha consciência.
Apareceu um demônio e falou comigo;
Em devaneios de insonios.
Volta com teus temores;
Volta, pois ainda estou vivo,

ainda respiro...
Publicar un comentario