Translate

jueves, 4 de septiembre de 2014

Descaso.



Não dá para imaginar teu olhar perfeito, solidário
Nessa penumbra insistente , separada da alma;
Voltei a cabeça,imóbil apoiada em mim,num instante de súbito sonho;
Não tenho presa;
Enredadeira em flor, não sei tua procedência;
Meus olhos dançam rastreando teu caminho,
Cheguei num lugar desaparecido, contando, acurralado  nesse
circulo impreciso.
Meu Deus!! que momento, coração em suspiro
Ninguém me convida , não compreendo porque vim te ver;
Ter pensado duas vesses em ti, bela sem duvida,
E totalmente indiferente...



Publicar un comentario