Translate

domingo, 3 de agosto de 2014

Remoto

Há coisas definitivas, mais tem coisas que escuto e suspeito que ninguém falou;
E ridículo analisar minhas culpas,já não consigo.
Não entendo essas manias utópicas, e essas pouco estéticas formas de indiferença;
Há uma coisa misteriosa, como uma ideia que esta pra vir e nuca vem;
Sinto-me uma ilha sem perfumes nem modas onde não há respostas;
Somente tua ausência
E agora invento novas formas de enganar-me?


Publicar un comentario